Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_top position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_bottom position below the menu.

Sample Sidebar Module

This is a sample module published to the sidebar_bottom position, using the -sidebar module class suffix. There is also a sidebar_top position below the search.
A Casa de Acolhimento

Facebook

Twitter



Aos 13 de Junho de 1986, procedeu-se à inauguração do Novo Lar da Fundação Casa de Trabalho Dr. Oliveira Salazar – Bragança, com a presença das seguintes individualidades: António José Rafael, Bispo de Bragança-Miranda Manuel António Alves Ezequiel Azevedo Calçada José Manuel Fernandes RTP Carlos António Barreira Maria Amélia Carlão Rodrigues || No dia 17 de fevereiro de 1987, visitou esta instituição a Ex.ma Dra Maria de Jesus Simões Barroso Soares, digníssima Esposa de Presidente da República: “É com gosto e interesse em ser útil a esta instituição que me encontro hoje aqui para esta visita, no momento em que, precisamente, Bragança é a capital temporária do país” Maria Barroso Soares || “Foi com muito interesse e admiração que visitei esta instituição e admirei a magnífica obra realizada. Deixo aqui uma palavra de estímulo para a continuação do trabalho em tão boa iniciativa” José Luís Vieira de Castro – Sec. Estado da Seg. Social (1-06-1987) || “Foi com grato prazer que visitei esta instituição e as suas boas instalações. Fazendo votos que esta nova casa permita maior constituição para um futuro mais risonho para estas crianças. Gostaria ainda de deixar um voto de estímulo à Direção desta casa.” Chefe de gabinete de Secretário de Estado da Segurança Social || “É com muito prazer que visitei no Dia Nacional da Segurança Social esta maravilhosa obra de rapazes.” Maria do Rosário (08-05-1988) || “Para esta digna instituição que faz relevante serviço tem prestado ao nosso distrito com um profundo sentido de solidariedade e fraternidade humana. Quero em meu nome e da Câmara Municipal que continuem a aprofundar esta via, construir um espaço de fraternidade e de apoio aos mais carenciados, jovens que muito agradecerão toda a dedicação colocada pelos membros da direção. António Jorge Nunes – Presidente da Câmara Municipal de Bragança – 22-12-1998.

História

A Casa de Acolhimento acolhe crianças e jovens do género masculino, dos 6 aos 18 anos, provenientes, na maioria, do distrito de Bragança. As razões que justificam a institucionalização dizem respeito a situações de negligência familiar, comportamentos de risco dos progenitores (alcoolismo, prostituição, violência doméstica), carência afetiva e económica, problemáticas escolares, maus tratos físicos e psicológicos, comportamentos desviantes. A intervenção direta com os educandos desenvolve-se ao nível escolar/profissional, psicológico, familiar, pedagógico, desportivo, musical e de saúde, com o objetivo de promover o seu desenvolvimento saudável e a sua integração social. Em si mesmo, a CA constitui a execução da medida de Acolhimento Residencial, prevista no artigo 35.º da Lei nº 142/2015 de 8 de setembro (Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo), considerando que as entidades competentes em matéria de infância e juventude encaminham e acompanham os casos dos menores em risco, tendo por objetivo a promoção dos seus direitos e a sua proteção.

 

Missão

Uma Casa que estimula e educa crianças e jovens para uma mudança reparadora e uma descoberta autêntica e efetiva.



Visão

Acolher, Capacitar e Autonomizar com Qualidade.

Princípios Orientadores da Intervenção

  • Princípio do Interesse Superior da Criança/Jovem;
  • Princípio da Subsidariedade;
  • Princípio da Solidariedade;
  • Teoria da Hierarquia das Necessidades de Maslow;
  • Teoria da Vinculação;
  • Conceito de Resiliência.
.

Navegação CA